Ela tem 100 anos, sobreviveu ao Holocausto e foi campeã olímpica

“Fiz 100 anos, mas sinto como se tivesse 60”. Agnes Keleti mantém o bom humor, tem saúde, uma boa memória.

Ela nasceu na Hungria e passou a adolescência fugindo dos nazistas. “Tive de falsificar documentação e fui para outros países, onde trabalhei como criada em casas de pessoas ricas”.

Passada a guerra, conquistou dez medalhas olímpicas nos Jogos de 1952 e 1956. De acordo com os historiadores, 46 atletas olímpicos morreram nas prisões dos nazistas, 13 em Auschwitz. E 550 mil judeus húngaros perderam a vida.

Em Israel, ela se tornou treinadora e mentora das equipas de ginástica do país, até aos anos 90.

Em 2015, voltou à Hungria. É ali onde quer passar os últimos dias da vida. “Tenho saúde, tenho vida, adoro viver. Não posso viver me escondendo dos fantasmas do passado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo *