Polícia prende nazista no Rio de Janeiro

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu Aylton Proença Doyle Linhares em casa, em Vargem Grande-RJ. Ele é suspeito de tentativa de estupro contra um menino de 12 anos. Ao cumprirem o mandado de prisão temporária, os policiais encontraram uma farta coleção de itens nazista, como fardas, fotos, medalhas do Terceiro Reich, miniaturas, bandeiras, recortes de jornal dos anos 1950, além de nove armas, entre pistolas, revólveres e fuzis.

O presidente da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (FIERJ), Alberto Klein, estava perplexo: “A cada dia constatamos, infelizmente, o aumento de células nazistas e ideologias discriminatórias criminosas. Conclamo as autoridades em todas as esferas que monitorem de forma mais ativa essa triste tendência e que invistam esforços para que a diversidade seja respeitada de forma ampla. A sociedade civil deve condenar e ficar sempre alerta, para o bem de nosso país”.

Em virtude das armas e do material encontrados na casa, Doyle também foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma e discriminação racial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo *