Startups israelenses de AgriFood ajudam a alimentar o mundo

A AgFunder, empresa líder mundial em informação na agricultura e inovação alimentar, classificou Israel entre os cinco melhores países do mundo em iniciativas de inovação e avanços em AgriFood em 2020.

Conheça algumas empresas israelenses deste setor:

DouxMatok: Fundada em 2014, a startup israelense desenvolveu uma solução patenteada de açucar reduzido que retém a textura, doçura e aparência de açúcar. A empresa diz que sua tecnologia é baseada na entrega da moléculas de açúcar ao paladar formando aglomerados que as liberam ao lado dos receptores da glândula, resultando em uma percepção aumentada de doçura.
Possui 18 patentes registradas e mais de 40 pedidos de patente pendentes. No ano passado, ganhou o prêmio Prime Minister’s Innovation em Israel e anunciou uma parceria com a empresa alemã Südzucker, a maior produtora de açúcar da Europa, para estabelecer produção, comercialização conjunta e vendas de açúcar DouxMatok para europeus já agora em 2020. Atualmente, também está colaborando com empresas multinacionais de alimentos para integrar sua tecnologia em diversas marcas de alimentos.
Em junho, levantou US$ 22 milhões em uma rodada de financiamento da Série B liderada pela BlueRed Partners de Cingapura para escalar esforços e promover a comercialização.

Hargol FoodTech: Os gafanhotos são pelo menos 70% de proteína e são cheios de benefícios para a saúde, diz o fundador e CEO da empresa, Dror Tamir, que começou a empresa depois de saber que os gafanhotos forneceram uma alternativa proteica sustentável com inúmeras vantagens.
A Hargol FoodTech vende dois produtos: um é o gafanhoto inteiro, vendido para restaurantes e produtos alimentícios e às vezes redes de varejo como lanche; e o outro é um pó de proteína, vendido como ingrediente.

EggXYt: Fundada em 2016, desenvolveu uma tecnologia que pode detectar o gênero dos filhotes antes dos ovos eclodirem, atendendo às demandas dos consumidores conscientes que abominam a prática do abate de filhotes masculinos (que não produzem ovos).
Usando a edição de genes e o ajuste leve do DNA, Elram e Offen criaram uma solução binária onde os filhotes machos são marcados usando um scanner especial.

EatSane by A1C Foods: Fundada em 2016, desenvolveu uma fórmula pendente de patentes para reduzir o índice glicêmico de produtos alimentícios para torná-los com baixo teor de carboidratos. Ele afirma não usar adoçantes artificiais ou substitutos de açúcar, contando, em vez disso, com a expertise de uma equipe de médicos, nutricionistas, chefs e técnicos de alimentos “apaixonados pelo sabor e extremamente conscientes sobre a saúde”.

Fonte: Israel Trade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo *