Alemanha quer proibir uso de estrela de Davi amarela em protestos

Manifestantes que se opõem às medidas para conter a pandemia têm usando símbolo de perseguição da era nazista, substituindo a palavra “Jude” (judeu) no centro da estrela amarela por “ungeimpft” (não vacinado).

O comissário do governo alemão para o combate ao antissemitismo na Alemanha, Felix Klein, pediu que as autoridades municipais do país proíbam que manifestantes usem estrelas de Davi amarelas durante protestos.

Klein também citou os mais de 2.300 crimes antissemitas cometidos na Alemanha no ano passado. Para ele, o número “é assustador, mas não surpreendente”, já que em tempos de crise as pessoas estão mais abertas a explicações irracionais, incluindo estereótipos antissemitas.

A novidade é que grupos que dificilmente ou nunca tiveram nada a ver uns com os outros agora encontraram uma causa comum nas manifestações contra as restrições impostas pelo coronavírus.

“A indiferença é nosso maior inimigo”, afirmou Klein. “Precisamos de uma sociedade civil vigilante, defensiva e corajosa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo *