Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Antissemitismo cresce com o COVID-19

Antissemitismo-Corona

Um relatório do Ministério de Assuntos Estratégicos de Israel revelou um surto de antissemitismo que surgiu junto com o coronavírus, em que retóricas antissemitas clássicas estão sendo usadas por organizações e líderes anti-Israel para culpar os judeus pelo COVID-19.

O relatório citou vários exemplos de teorias antissemitas na mídia social e noticiosa, baseadas na pandemia e destacou que a crise global estava fornecendo “terreno fértil” ao antissemitismo.Relatórios da Liga Anti-Difamação (ADL) e de outras organizações demonstraram que líderes da extrema-direita e da supremacia branca também estão usando o coronavírus para incitar o antissemitismo.

No Brasil, há páginas no Facebook com teorias da conspiração relacionando os judeus à atual pandemia. A Confederação Israelita do Brasil (Conib) já denunciou casos e está tomando medidas judiciais contra os autores.”O antissemitismo se transforma com o tempo, como um vírus mutante. Hoje usa a pandemia para justificar suas teorias. É apenas uma roupagem nova para fundamentar antigos argumentos discriminatórios contra o povo judeu e contra Israel”, lamentou o presidente da Conib, Fernando Lottenberg.

FOTO: Imagem compartilhada na rede social Telegram mostrando um cavalo de Tróia cuja cabeça era uma célula de coronavírus e carregava dentro de uma caricatura antissemita de um judeu ao lado de uma imagem de um globo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[yuzo_related]

Rolar para cima