Hadassah-University Medical Center é o primeiro órgão público de Jerusalém a operar com gás natural

A filial do Hadassah-University Medical Center se tornou o primeiro órgão público de Jerusalém a começar a operar com gás natural. “Este é um evento histórico em Jerusalém”, comemorou o prefeito Moshe Lion. “O futuro pertence à energia verde, e é para isso que precisamos ir como cidade”.

A mudança deve economizar milhões de shekels por ano ao hospital. “Nossos pacientes e aqueles ao nosso redor poderão respirar um ar mais limpo”, destacou o CEO do Hadassah, Zeev Rotstein.

O gasoduto de NIS 290 milhões percorre 34 km das planícies abaixo das colinas de Jerusalém até a capital. De acordo com a Israel Natural Gas Lines, a empresa governamental que está criando infraestrutura de gás em todo o país, o centro médico é a primeira de muitas instituições icônicas de Jerusalém que serão conectadas à rede de gás. A lista inclui a Knesset, o Banco de Israel, o bairro dos escritórios do governo, universidades e o Museu de Israel. A mudança para o gás natural faz parte do ambicioso plano aprovado pelo governo no ano passado para produzir 20% da eletricidade de Israel a partir de fontes de energia mais limpas e renováveis (solar) até 2025, com a meta final de aumentar a participação para 30% em 2030.

Fonte: World Israel News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo *