Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Missão “Beresheet”: equipe receberá prêmio de US$ 1 milhão como incentivo para nova tentativa

Beresheet


Apesar de a nave israelense “Beresheet” não ter conseguido completar a missão na Lua – a nave perdeu contato durante o procedimento de descida, a apenas 149 metros da superfície – a SpaceIL, a organização sem fins lucrativos responsável pelo projeto, receberá um prêmio no valor de US$ 1 milhão da Fundação XPRIZE por suas conquistas e como incentivo para nova tentativa. “A missão do SpaceIL não tocou apenas a Lua, mas também as vidas e os corações de um mundo inteiro que que acompanhou a missão”, afirmou o fundador e presidente executivo da XPRIZE, Peter Diamandis.

Já Anousheh Ansari, CEO da XPRIZE, destacou: “Como reconhecimento pelo empenho e determinação da equipe, estamos concedendo este Prêmio Moonshot de US$ 1 milhão à equipe do SpaceIL, que o receberá em nosso encontro anual em outubro de 2019, com a esperança de que o fundo seja usado como capital inicial para investimento em novos projetos e, eventualmente, em uma segunda tentativa “Beresheet-2” para cumprir a missão. O legado que o SpaceIL terá no futuro da indústria espacial é significativo. A capacidade desta equipe de construir uma sonda lunar por US$ 100 milhões e com uma equipe de menos de 50 engenheiros é notável, um salto para a exploração espacial. Parabéns a Morris Kahn, seu principal benfeitor, e a toda a equipe do SpaceIL por todas as suas realizações – estamos muito orgulhosos”, afirmou ressaltando que a entrada bem-sucedida de Beresheet na órbita lunar e a tentativa de pousar na superfície da Lua, a primeira financiada por uma entidade privada, marcou “uma nova era na exploração espacial”.

Fundada em 1995, a XPRIZE, com sede na Califórnia, projeta competições globais para incentivar o desenvolvimento de avanços tecnológicos, e instituiu o prêmio Moonshot no mês passado como reconhecimento aos esforços de equipes que desenvolvam projetos inovadores.


[yuzo_related]

Rolar para cima