Polícia investiga origem de panfletos antissemitas espalhados na Barra da Tijuca/RJ

A Polícia Civil abriu investigação para apurar a autoria da impressão de panfletos com ofensas a judeus encontrados no fim de semana em condomínios da Barra da Tijuca/RJ. Agentes da 16ª DP buscam imagens de câmeras de segurança na região e realizam outras diligências para esclarecer o caso.

“É inacreditável que hoje discutimos mais esse assunto do que há dez anos. A polarização tem levado ao extremismo, ao racismo, ao antissemitismo”, afirmou Alberto David Klein, presidente da Federação Israelita-RJ. “O que nos preocupa não é a mensagem tão somente nos bilhetes, mas a consequência desses ataques, porque pode ser que as pessoas que organizaram isso tenham seguidores e queiram dar prosseguimento a essas ações. Precisamos voltar ao equilíbrio, à normalidade e ao diálogo, para que sociedade aceite a diversidade”.

A vereadora Teresa Bergher também se manifestou: “Vou acompanhar de perto o inquérito instaurado pela polícia civil, e cobrar a punição dos culpados. A sociedade, a polícia e a justiça não podem olhar com naturalidade esses malfeitores! Precisam ter a clareza que neonazistas e antissemitas devem ser tratados como criminosos! O mesmo movimento, que discrimina os judeus, vai discriminar religiões afro, homossexuais, negros e mulheres, ou seja, tudo que acham ser diferente. Punição neles!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo *